CPI das UPPS aprova convocação de policiais e pedidos de informações

Levantamento de dados será crucial para que novos nomes sejam chamados para prestar esclarecimentos a Comissão
Em 14 mar, 2018 08:00h por ascom | Categoria: Geral
None

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o funcionamento das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs) aprovou, nesta terça-feira (13), a convocação dos coronéis da Polícia Militar Mário Sérgio de Brito Duarte, Ubiratan Ângelo e André Luiz Belloni. Também foi votado, por unanimidade, o pedido de informações referentes aos contratos de prestação de contas das unidades. Os pedidos serão feitos a Secretaria de Estado de Segurança Pública e ao Tribunal de Contas dos Estado (TCE).

Relator da CPI das UPPs, o deputado Iranildo Campos teve o requerimento de convocação aprovado para chamar o próximo comandante das UPPs e o futuro subsecretário de Planejamento e Integração Operacional da Seseg. Os novos integrantes desses cargos ainda não foram anunciados pelos responsáveis pela intervenção federal na Segurança do Rio. Os coordenadores do Centro de Estudo de Segurança e Cidadania, da Universidade Cândido Mendes, também apresentarão à CPI uma pesquisa realizada em 2017 sobre as UPPs.

Escolha dos nomes:  O coronel André Luiz Belloni, que ficou à frente do projeto até setembro de 2017. O ex-comandante-geral da Polícia Militar do Rio, coronel Ubiratan Ângelo, também será ouvido.

O outro nome que prestará esclarecimentos à CPI é o do coronel Mário Sérgio de Brito Duarte, que já comandou o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e o 22º Batalhão da PM, localizado na Maré. O coronel também esteve à frente da implantação das UPPs da Vila Cruzeiro e do Alemão.

Estiveram presentes na reunião os deputados Coronel Jairo (MDB), Zaqueu Teixeira, Martha Rocha e Paulo Ramos, todos do PDT, que são integrantes da CPI. O parlamentar Benedito Alves (PRB) também participou do encontro.

Fotos

None